sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012



          O PERIGO QUE VEM DOS MARES..


Os mares que rodeiam a Antártida estão perdendo sua capacidade de absorver dióxido de carbono, provocando um grave aumento de gases poluentes na atmosfera. De acordo com uma pesquisa divulgada recentemente pela revista “Science” que realizou esta pesquisa, sobre as perdas de absorção atmosféricas nos oceanos. Esta perda e bem maior do que a última realizada em 1981 pelo um grupo de cientista. 

Os mares do Sul da Antártida são conhecidos pela grande quantidade de dióxido de carbono, formando um grande deposito de poluentes, produzido pelas atividades humanas no planeta. Os cientistas calculam que estes mares recebem cerca da metade de todas as emissões poluentes produzidas pelo homem.

Isso está provocando uma grande mudança climática nas águas dos mares do Sul, com isso está aumentando consideravelmente os níveis do gás na atmosfera do planeta. O dióxido de carbono é absorvido pelas plantas, mas o problema é que os desmatamentos provocados pelo homem nas florestas, estão contribuindo para aumentar o dióxido de carbono, não existe plantas suficientes que cheguem para absorver todo este dióxido em excesso, seu destino final é a atmosfera.

O dióxido de carbono deixa passar a radiação vinda do sol, refletindo o calor proveniente da Terra, devolvendo-o á superfície. Esse fenômeno provoca um aumento gradual da temperatura na Terra.

Tudo isso está provocando uma subida do nível da água dos mares, erosão nos litorais, degelos das camadas polares, entre outros fatores que constantemente assistimos nos meios de comunicações, como pro exemplo, seca, baixa produção agrícola, furacões, maremotos entre outros acidentes climáticos.

Esta saturação do Oceano do Sul foi pesquisada através de análise dos níveis de dióxido de carbono atmosférico proveniente do resultado da pesquisas de mais de 40 estações de observação espalhada pelo mundo. Os cientistas comprovaram que existe um aumento na ordem de 44% de dióxido de carbono em todo planeta, isto e extremamente grave. Todas as previsões climáticas prevêem que este índice devera continuar e se intensificar nos próximos anos. Mas infelizmente nós continuamos a poluir cada vez mais o nosso planeta, sem dó nem piedade. 
Valentim Santos
Historiador Sociólogo e Ambientalista.

CEMITÉRIOS REPRESENTAM RISCOS AMBIENTAIS